Western: cinema americano por excelência.

r

 

Quando Peter Bogdanovich precisou de um filme para que fosse apresentado na cena final de seu A última sessão de cinema (1971), ele escolheu o grande Rio vermelho (1948) de Howard Hawks.

Bogdanovich selecionou a cena na qual uma elegíaca panorâmica dilacera o horizonte, para atracar-se no anti-herói John Wayne, que diz do alto do cavalo, a um ascendente astro Montgomery Clift: “Leve-os para o Missouri, Matt.” E então, temos a famosa montagem, na qual em close up, extenuados rostos de cowboys, agitando seus chapéus, gritavam em quase uníssono regozijo: “hee, yaw!”

O western caracteriza-se inicialmente por um recorte espaço-temporal que é o oeste  americano e sua construção na segunda metade do século XIX.

Nesse gênero tão antigo quanto o próprio cinema, e apesar das grandes distorções históricas concebidas por seus realizadores, e de um certo “determinismo” etnocêntrico, por exemplo, era perfeitamente possível ao espectador, encontrar com fartura certos valores que lhe eram caros, como honra, camaradagem (masculina), coragem, espírito comunitário, lealdade.

Quanto à mulher-oeste, seu papel é adoçar, civilizar e apaziguar a vida do homem. Em contrapartida, o homem-oeste é sempre idealizador e autodestrutivo.

Entretanto, debaixo do verniz bruto e dos obstáculos de uma sociedade cosmicamente machista, encontramos alguns sinais de transição.

Uma das cenas mais líricas de toda a cinematografia de George Stevens, por exemplo, é quando Alan Ladd em Os brutos também amam (1953), depois de balear Jack Palance num saloon, diz ao garotinho Joey: “O homem tem que ser o que é. Não pode dobrar o destino. Eu tentei. Não funcionou pra mim”.

Com suas verdejantes pradarias, torreões argilosos, meretrizes, foragidos, xerifes embriagados, marginais, rangers obstinados, vaqueiros solitários, legionários, políticos reais ou fictícios, o faroeste americano nos legou incontáveis horas de prazer na escuridão dos nossos dias tão cheios de sombras.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s